BREVE HISTÓRICO

Trabalho educativo, cultural e de mobilização social.

A criação do Museu Nísia Floresta teve início com um trabalho educativo e cultural realizado pela ONG CECOP – Centro de Documentação e Comunicação Popular na cidade de Nísia Floresta no ano de 2008. Na época existia pouco conhecimento por parte da população da história da escritora Nísia Floresta que dá nome a cidade. Grupos culturais e de educadores reivindicavam a criação de um espaço dedicado a arte e a cultura no município.

O Prêmio Mais Museus

O projeto que viabilizou a implantação do Museu Nísia Floresta foi resultado da conquista, pelo CECOP, do Prêmio Mais Museus do IPHAN/IBRAM que objetivava reconhecer e apoiar iniciativas de memória e museologia em cidades de pequeno porte e com até 20 mil habitantes.

O Programa Mais Museus do Ministério da Cultura lançou edital público em 2010 que contou com cerca de 300 projetos inscritos e a proposta do Museu de Nísia Floresta foi classificada em segundo lugar em todo o território nacional. 2010 foi uma data simbólica para a conquista do prêmio pois naquele ano se comemorava os 200 anos de nascimento da escritora e primeira feminista da América Latina, Nísia Floresta.

A inauguração do Museu

O Museu Nísia Floresta foi fundado em 12 de março de 2012 por iniciativa do Centro de Documentação e Comunicação Popular e é fruto de um amplo processo de mobilização comunitária que envolveu escolas públicas, mestres e mestras dos saberes tradicionais, grupos da cultura popular, professores e alunos de escolas públicas.

O Museu está estruturado com dupla finalidade: Ser um espaço de preservação e difusão da memória e história da escritora Nísia Floresta e um espaço de acesso aos bens culturais, de formação e incentivo à produção educativa e cultural da população de Nísia Floresta e do Rio Grande do Norte.

A Escritora Nísia Floresta

Nascida em outubro de 1810 na antiga Vila Imperial de Papary, hoje Nísia Floresta, Dionísia Gonçalves Pinto adotou o pseudônimo de Nísia Floresta Brasileira Augusta. Ela foi a primeira mulher a escrever para os jornais da época, quando a imprensa no Brasil dava seus primeiros passos.

Nísia Floresta é dona de uma trajetória de vida intensa, marcada por importantes lutas que a colocaram a frente do seu tempo. Seu nome está inserido na memória do Brasil por vários aspectos de sua vida e obra.

Atuou em pleno século XIX como escritora, poetisa, indianista, feminista, abolicionista e educadora em uma época fortemente marcada pelo preconceito e discriminação contra a mulher.

Nísia Floresta rompeu paradigmas e extrapolou os limites do conservadorismo que aprisionava às mulheres. A autora publicou 15 livros, inúmeros artigos, sendo autora de obras plurais, se firmando na elite intelectual europeia, continente que viveu boa parte de sua vida.

Apesar de sua importância histórica, Nísia tem sido vítima do que os pesquisadores estão chamando de memoricídio: Esquecimento deliberado de seu nome da história oficial.

OBJETIVOS DO MUSEU

Contribuir com a preservação e difusão da memória e história da escritora Nísia Floresta, considerada a Primeira Feminista da América Latina, bem como o seu legado em defesa dos direitos das mulheres, negros, indígenas e crianças.

Garantir a realização de atividades culturais e educativas regulares no espaço do museu e comunidades através de visitas orientadas, exibições, debates e mostra de filmes nacionais e internacionais, atividades de incentivo à leitura e contação de histórias e exposições de artes visuais, garantindo o acesso da população aos bens culturais e aos meios de produzi-los.

Desenvolver pesquisa, documentação e difusão do Patrimônio Imaterial, dos saberes e fazeres populares de mestres e mestras e grupos culturais como boi de reis, coco de roda, pastoril e capoeira no município de Nísia Floresta e cidades circunvizinhas.

Desenvolver parcerias e trabalho em rede com instituições da sociedade civil, buscando fortalecer iniciativas de memória e museologia social e a construção de políticas públicas no campo da cultura, da educação e da memória.

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA

O Museu está localizado na Praça Coronel José de Araújo, 135, Centro de Nísia Floresta, cidade cujo nome homenageia a conterrânea Nísia Floresta, escritora e primeira feminista da América Latina.

Prêmios Conquistados

▪️ 🏆Prêmio Mais Museus do IPHAN / IBRAM (2009)

▪️ 🏆Fundação Banco do Brasil – Reconhecido como uma Tecnologia Social (2017)



Publicações

© Copyright 2021 - Desenvolvido por Fábrica On Comunicação e Tecnologia